HOME HEADER USIMINAS ALTO FORNO 3

O Nordeste é ali!

Com inauguração de agência em Governador Valadares, banco estatal converge com a Sudene na atração de investimentos. Risco para os municípios do Vale do Aço é eminente.

A extensão do alcance de 81 municípios mineiros pela área de abrangência da Superintendência do Nordeste, a Sudene, fez com que Governador Valadares fosse contemplada com agência do banco de fomento, advindo dessa política pública: O Banco do Nordeste.

Criado pela Lei Federal nº 1649, de 19.07.1952, O Banco do Nordeste foi pensado, originalmente, para atuar no chamado Polígono das Secas, designação dada a perímetro do território brasileiro atingido periodicamente por prolongados períodos de estiagem. Em 70 anos, o Banco teve sua atuação ampliada: está presente em cerca de 2 mil municípios, abrangendo toda a área dos nove estados da Região Nordeste (Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe e Bahia), além de parte de Minas Gerais (incluindo os Vales do Mucuri e do Jequitinhonha) e o norte do Espírito Santo. Mantém a liderança na aplicação de recursos de longo prazo e de crédito rural em sua área de atuação.

Chegada a Valadares

O Banco do Nordeste inaugurou sua mais nova agência, em Governador Valadares, no Leste de Minas Gerais, na sexta-feira, 1º de dezembro. A solenidade foi realizada na própria unidade, às 9h, com a presença de executivos da Superintendência Estadual e da Direção-Geral da empresa, autoridades locais, parceiros institucionais e clientes. A inauguração desta nova agência é a primeira de 5 previstas após a extensão da abrangência da área da Sudene. Guanhães, Inhapim, Mantena e Aimorés estão previstas na sequência.

A agência nasce com uma jurisdição de 44 municípios do Vale do Rio Doce. É a primeira unidade do BNB a ser inaugurada na área que passou a integrar o perímetro da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene) ao final de 2021.

A chegada ao maior município do leste mineiro torna-se ainda mais preocupante o desequilíbrio relacionado à atratividade de investimentos entre o Vale do Aço e Governador Valadares. Exemplo recente foi a inauguração do laboratório farmacêutico Hypofarma, especializado no desenvolvimento e comercialização de medicamentos injetáveis, sediada em Ribeirão das Neves, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. A vinda desse grande “player” se deveu ao fato de Governador Valadares estar incluído na área de abrangência da Sudene. Foram com investidos aproximadamente R$ 10 milhões na nova unidade e a companhia prevê um aporte total de algo em torno de R$ 500 milhões, até 2026, em uma unidade industrial também na região mineira da Sudene.

Reação

Em fevereiro, o prefeito de Coronel Fabriciano, Dr. Marcos Vinícius Bizarro, levou ao governo do estado proposta para criação de “área de amortização da Sudene”. Municípios com distância de apenas 53 km do Vale do Aço oferecem benefícios por estarem na área de abrangência da Sudene e a “fuga” de empresas instaladas no Vale do Aço, somada a “preferência” de investimentos, como o do laboratório Hypofarma, geram preocupação dos gestores públicos e uma legislação tributária especial que mitigue essa diferença ou ofereça compensações, é essencial para manter equidade entre uma região e a outra. O Vale do Aço já está fortemente impactado por redução de arrecadação.

Área de atuação da Sudene

Atualmente, a Sudene abrange totalmente os estados do Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, da Paraíba, de Pernambuco, Alagoas, Sergipe e da Bahia. O órgão já atende a 161 municípios de Minas Gerais e 26 do Espírito Santo. Ao órgão, cabe promover o desenvolvimento includente e sustentável do Nordeste e fomentar a integração competitiva da região nos mercados nacional e internacional.

 

LEIA TAMBÉM

AG – PILOTO – HOME E SIDEBAR – 300×250

LEIA TAMBÉM