Jovens do projeto Pulsar se reúnem no PERD

Um grupo com cerca de 200 jovens marca presença neste sábado, 25. no Parque Estadual Rio Doce (Perd), como uma das atividades do processo de formação do projeto Pulsar Jovem pelo Rio Doce. No dia 11, outras centenas de jovens tiveram essa oportunidade de estar no Perd conhecendo um pouco sobre a Mata Atlântica e, principalmente, trocando ideias para futuros projetos socioambientais que devem movimentar as 33 cidades que participam do projeto.

Com uma programação diversificada, o encontro tem como objetivo integrar cada vez mais os participantes do projeto pelo Rio Doce com o bioma Mata Atlântica e contribuir na percepção de sua valoração no contexto regional. De acordo com a coordenadora do projeto, Ana Marta Aparecida de Souza Inês,

Dentre as atividades a serem desenvolvidas no parque estão: visita à Sala Temática, quando poderão conhecer a história do PERD, com sua fauna, flora e uma maquete com informações do entorno; visita a dois stands montados por pesquisadores do PERD – um sobre o Tatu Canastra e outro sobre os Primatas Perdidos.

Os jovens vão ainda fazer a Trilha do Angico, podendo vivenciar o interior da mata atlântica de forma guiada, observando os seus atributos, em um pequeno percurso e na sequência, visita ao Mirante para observar a Mata Atlântica, sistema lacustre, marcos do entorno e a localização de cada município na Rosa dos Ventos. Ao final, os jovens participam de um abraço simbólico na Lagoa do Bispo.

O projeto Pulsar Jovem pelo Rio Doce é, uma realização da Fundação Geraldo Perlingeiro Abreu (FGVA) com apoio da Fundação Renova no âmbito do programa Lideranças Jovens e que estimula a criação de propostas com foco na sustentabilidade, meio ambiente e revitalização da bacia do Rio Doce.

LEIA TAMBÉM

AG – PILOTO – HOME E SIDEBAR – 300×250

LEIA TAMBÉM