HOME HEADER USIMINAS ALTO FORNO 3

Congresso do Aço Brasil 2023 conta com a participação de executivos das siderúrgicas do Vale do Aço, Ternium Brasil, acionista majoritária da Usiminas e faz reverência aos 60 anos do Instituto Aço Brasil

Sérgio Leite de Andrade (Vice-presidente para assuntos estratégicos da Usiminas), Frederico Ayres (presidente da Aperam) e Titus Schaar (Presidente da Ternium Brasil) estiveram como moderadores e debatedores de conferencias e painéis.

O Congresso Aço Brasil 2023 reforça o compromisso do setor do aço com o crescimento econômico e o desenvolvimento sustentável. Já na cerimônia de abertura, Jefferson De Paula, Presidente do Conselho Diretor do Aço Brasil, Presidente da ArcelorMittal Brasil e CEO da ArcelorMittal Aços Longos e Mineração LATAM, destacou dificuldades enfrentadas pela indústria do aço.

A cerimônia de abertura do Congresso Aço Brasil 2023, realizada na última terça-feira (26), em São Paulo, contou com a presença, também de Jorge Lima, Secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado de São Paulo; Tatiana Lacerda Prazeres, Analista de Comércio Exterior e Marco Polo de Mello Lopes, Presidente Executivo do Aço Brasil.

Jefferson iniciou a cerimônia destacando os marcos históricos do Instituto Aço Brasil, além de destacar a posição do Brasil como oitavo maior produtor de aço do mundo. “O aço, vital para o dia a dia das pessoas, de forma direta e indireta, em tudo que as cerca, é indispensável para uma melhora da qualidade de vida. Assim, o Instituto Aço Brasil, que em 2023 comemora 60 anos de história, trabalha de forma incansável, em diálogos com o Governo Federal e o Congresso Nacional, em prol do crescimento econômico e do desenvolvimento sustentável do Brasil”.

Frustração

O governador do estado de São Paulo, Tarcísio de Freitas-Republicanos, esperado para abertura, adiou sua presença para discursar no fechamento dos trabalhos na quarta-feira (27). Toda a equipe de segurança do Palácio dos Bandeirantes já se posicionava para recebê-lo, foi desmobilizada por um contratempo de última hora que impediu que a principal autoridade do executivo paulista chegasse ao Centro de Convenções do Hotel Unique, no Jardim Paulista, onde se realizara o evento.

Havia, também, a expectativa da participação do vice-presidente da República e ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio, o ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin para a abertura do evento que, por razões imperativas do governo, enviou representante.

Primeiro painel do congresso moderado por executivo do Vale do Aço, Sérgio Leite de Andrade, ex-presidente da Usiminas e atual vice-presidente para assuntos estratégicos.

Vice-presidente da Usiminas Sérgio Leite e o palestrante, o economista Ricardo Amorim na primeira conferência do Congresso Aço Brasil 2023 teve como tema “Nova Ordem Econômica Mundial – Inserção do Brasil”.

A primeira conferência do Congresso Aço Brasil 2023 teve como tema “Nova Ordem Econômica Mundial – Inserção do Brasil”, com moderação de Sergio Leite de Andrade, Vice-Presidente do Conselho Diretor do Instituto Aço Brasil e Conselheiro de Administração e Vice-Presidente de Assuntos Estratégicos da Usiminas; palestra do economista Ricardo Amorim; colaboração do Conselheiro Emérito da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Armando Monteiro; e participação do Deputado Federal e Presidente da Frente Parlamentar pelo Brasil Competitivo, Arnaldo Jardim.

Para dar início ao painel, Sergio Leite de Andrade trouxe para o debate a importância do Brasil avançar em sua posição atual no mercado mundial do aço. Já o economista Ricardo Amorim, abordou a mudança do centro de gravidade da economia mundial, que antes estava focada na Europa e nos Estados Unidos, mas hoje pode ser percebida na Ásia, majoritariamente na China. Na visão do economista, a América Latina – com destaque para o Brasil – precisa considerar dois caminhos: avançar na fronteira da inovação e copiar o que já deu certo nas grandes potências.

Para Armando Monteiro, o Brasil tem uma condição singular em relação às tensões geopolíticas citadas por Amorim, tendo relação diplomática e capacidade de se relacionar com 197 países, contudo, reconhece o Brasil como um país que só tem acordos internacionais com nações que representam um pouco mais de 8% do consumo e da importação de bens em todo o mundo. Por fim, Arnaldo Jardim garantiu que o papel do Congresso Nacional será de negociar e barrar qualquer projeto que prejudique o avanço da indústria brasileira no mercado mundial.

Outros painéis

Ainda, no primeiro dia, foi realizada a conferência especial “O desafio de Atrair e Reter Talentos na Indústria” que abriu a programação da tarde do primeiro dia do Congresso Aço Brasil 2023. Com a moderação de Marcos Faraco, Conselheiro do Aço Brasil e Vice-Presidente de Estratégia da Gerdau, o painel contou com a palestra de Steve Cadigan, consultor e primeiro diretor de RH do LinkedIn; e as participações de Fernando Pimentel, presidente da Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (ABIT); Milena Almeida, diretora de recursos humanos da Oracle; e Lívia Simões, vice-presidente de pessoas & cultura e sustentabilidade da Volkswagen Caminhões e Ônibus.

Sérgio Leite de Andrade (Vice-presidente para assuntos estratégicos da Usiminas), Frederico Ayres (presidente da Aperam) e Titus Schaar (Presidente da Ternium Brasil) estiveram como moderadores e debatedores de conferencias e painéis.

Na sequência, foi realizado o painel com o tema “Geopolítica do Aço – Cenário Atual e Perspectivas”, com moderação de Jorge Oliveira, Conselheiro do Instituto Aço Brasil, CEO Aços Planos América Latina e Vice-Presidente da ArcelorMittal Brasil. O painel também contou com Thiago de Aragão, CEO da Arko International, Pesquisador Sênior do Centro de Estudos Internacionais e Estratégicos (CSIS) e Especialista Visitante do Institute of the Americas em Relações China-América Latina; e Germano de Paula, Professor Titular do Instituto de Economia da Universidade Federal de Uberlândia.

O primeiro dia (26) do Congresso Aço Brasil 2023 foi encerrado com o painel “Recuperação da Competitividade Sistêmica da Indústria”. Moderado por Rubens Pereira, Conselheiro do Instituto Aço Brasil e Vice-Presidente Executivo das Operações Brasil, Argentina e Uruguai Gerdau, o debate também contou com a presença de José Ricardo Roriz Coelho, Presidente da Associação Brasileira da Indústria do Plástico (ABIPLAST); Andrea Macera, Secretária de Competitividade e Assuntos Regulatórios do MDIC; e Ricardo Alban, Presidente da Federação das Indústrias do Estado da Bahia (FIEB). O economista, sociólogo e diplomata, Marcos Troyjo, atuou como Keynote Speaker.

Segundo dia

Titus Shaar, Presidente da Ternium Brasil,moderador do painel Mudanças Climáticas / Transição Energética / Descarbonização

O segundo dia do Congresso Aço Brasil 2023 começou com conferência especial Descarbonização – Desafios para a Indústria do Aço. Em seguida, teve a presença do presidente da Ternium Brasil, unidade industrial do Rio de Janeiro, hoje grupo multinacional acionista majoritário da Usiminas, Titus Shaar, como moderador do painel Mudanças Climáticas / Transição Energética / Descarbonização, que contou com a palestra do sócio-gerente da World Steel Dynamics, John Lichtenstein; e a colaboração dos debatedores Beatriz Soares, coordenadora geral de finanças verdes do Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC); Wieland Gurlit, sócio sênior da McKinsey; e Albano Chagas Vieira, da Prumo e Porto Açu.

Fechamento com debates dos CEOs conta com executivo da Aperam

Frederico Ayres, presidente da Aperam (2º da esquerda para a direita), com Marco Polo de Mello Lopes, Presidente Executivo do Instituto Aço Brasil e Debatedores Jefferson De Paula, Presidente da ArcelorMittal Brasil e CEO da ArcelorMittal Aços Longos e Mineração LATAM, Gustavo Werneck, Diretor-Presidente e CEO da Gerdau, America, Armin Andreas Wuzell, Diretor Presidente da Villares Metals.

O Congresso foi encerrado o painel “ Tendências e desafios da Indústria do Aço – A visão dos CEOs” tendo como moderador Marco Polo de Mello Lopes, Presidente Executivo do Instituto Aço Brasil e Debatedores Jefferson De Paula, Presidente do Conselho Diretor do Instituto Aço Brasil/ Presidente da ArcelorMittal Brasil e CEO da ArcelorMittal Aços Longos e Mineração LATAM, Gustavo Werneck Conselheiro do Instituto Aço Brasil / Diretor-Presidente e CEO da Gerdau, America, Armin Andreas Wuzella Conselheiro do Instituto Aço Brasil / Diretor Presidente da Villares Metals e Frederico Ayres Lima Conselheiro do Instituto Aço Brasil / Diretor Presidente da Aperam South América de Timóteo, aqui do Vale do Aço.

Preocupação com o alto crescimento da importação de aço

Neste último painel, os executivos alertaram sobre a alta média de janeiro a agosto de 2023 em 400 mil toneladas, tendo o pico em agosto que, somente no mês, se aproximou das 500 mil toneladas. Se nada for feito para inibir a entrada do aço estrangeiro no país, projeta-se algo em torno de15 mil demissões no setor. “Inicialmente turnos de trabalho serão paralisados e colaboradores serão colocados em lay-off. Posteriormente, a situação se demonstrar estrutural e não conjuntural, as demissões serão inevitáveis, observa Werneck da Gerdau.

Na opinião de Jorge Gerdau, do Movimento Brasil Competitivo, os 25% de  taxação da importação do aço pleiteados pelo Instituto do Aço Brasil não serão implementados pelo governo. “A China vai continuar bombardeando o Brasil com aço importado ainda não considerando o custo Brasil como outro fator de perda de competitividade em um quadro mais grave que se avista”, observa o fundador do Grupo Gerdau.

2024

Jornalista Ronaldo Soares com o Gerente Geral de Vendas de Aços Planos da Gerdau Maurício Mezacasa durante o jantar em homenagem aos 60 anos do Instituto do Aço Brasil, na noite de terça-feira(26), no Hotel Rosewwod, em São Paulo.

O próximo congresso já está programado para 05, 06, 07 de agosto de 2024 e será realizado no Transamérica Expo Center, São Paulo. A novidade é o retorno da ExpoAço, exposição de produtos e soluções feitas em aço, que reunirá, em um mesmo lugar, empresas de toda a cadeia do aço, de fornecedores a consumidores. E nessa edição, a feira trará um foco na transição energética da indústria.

O jornalista Ronaldo Soares dos canais Vox(Rádio e Portal), Diário do Aço, TV Gazeta, Portal Negócios Já! viajou a convite do Instituto do Aço Brasil.

 

LEIA TAMBÉM

AG – PILOTO – HOME E SIDEBAR – 300×250

LEIA TAMBÉM