Minas Gerais bate novamente o recorde de maior queijo do mundo

Marca foi alcançada durante a festa do queijo de Ipanema, no Vale do Rio Doce. Além do queijo, o evento registrou novos recordes do tamanho do doce de leite, da queimadinha e, pela primeira vez, do pão de queijo

A cidade de Ipanema, no Vale do Rio Doce, alcançou o recorde de maior queijo do mundo com 2.870 quilos durante a 14ª Festa do Queijo, realizado no último final de semana na cidade, localizada a cerca de 200 Km do Vale do Aço. O evento também registrou os maiores doce de leite, queimadinha e pão de queijo do planeta. Todos os produtos foram auditados por representantes do livro dos recordes. O vice-governador destacou a importância da festa para unir a agropecuária e a gastronomia mineira, enquanto o secretário de Cultura e Turismo ressaltou o evento como essencial para o calendário cultural de Minas Gerais.

Produzido pela Laticínio Dois Irmãos, o maior queijo do planeta consumiu 28 mil litros de leite, superando o recorde do ano passado. O doce de leite, produzido pela Nhá Nair, também superou a marca anterior, pesando 1.210 quilos. O queimadinho atingiu 1.550 litros e, pela primeira vez, o pão de queijo entrou no livro dos recordes com 4,03 kg, feito por Heraldo Borelli e sua esposa. Esses recordes reforçam o compromisso dos produtores em manter a qualidade, mesmo em grandes quantidades.

A Festa do Queijo começou em 2010 para valorizar a produção agropecuária de Ipanema e hoje incentiva a produção e a qualidade do leite, além de promover o empreendedorismo e o artesanato local. Organizada pela Prefeitura Municipal com apoio do Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), o evento é gratuito e oferece shows e degustação dos produtos. O IMA, vinculado à Secretaria de Agricultura, participa ativamente na produção e inspeção dos produtos de origem animal.

LEIA TAMBÉM

AG – PILOTO – HOME E SIDEBAR – 300×250

LEIA TAMBÉM