HOME HEADER USIMINAS ALTO FORNO 3

Retomada do Alto-forno 3 da Usiminas conta com a presença do governador Romeu Zema

A Usiminas recebeu, nesta quarta-feira (24/1) o governador de Minas Gerais, Romeu Zema, e o presidente do Grupo Techint, Paolo Rocca, para a cerimônia que marcou a retomada da operação do Alto-forno 3 da Usina de Ipatinga. O equipamento passou por uma ampla reforma ao longo de 2023, com foco, principalmente, na eficiência operacional e ambiental. O evento teve a presença, também, do presidente da Ternium, Maximo Vedoya e do prefeito de Ipatinga, Gustavo Nunes.

Em sua fala ao público, Rocca ressaltou que entrada em operação do Alto-forno 3 é um marco muito importante para a continuidade e a modernização industrial da Usiminas. “Quero reafirmar o nosso compromisso como acionista para impulsionar a Usiminas. Esse é o primeiro passo. O programa de modernização da Usiminas começou com a conclusão do Alto-forno e vamos continuar avançando. Não tem marcha ré. A Usiminas terá, nos próximos anos, grandes projetos de transformação, em Ipatinga, em Cubatão e na Mineração, para avançar na descarbonização das suas operações, para dar maior valor agregado aos seus produtos, para melhorar a sua produtividade e eficiência e poder competir com as melhores plantas do mundo com uma ampla gama de produtos”, afirmou.

O executivo ressaltou, ainda, a concorrência desleal com o aço importado, que tem entrado em grandes volumes no mercado nacional. “Essa relação desequilibrada está fazendo danos muito graves no mercado de aço brasileiro e na indústria de transformação. Em todos os países onde operamos, há taxas para evitar a competição desleal com a China. No Brasil, o crescimento da importação do aço foi de 50% no último ano e não vemos nenhuma movimentação para bloquear esse processo”, destacou Rocca.

Já o governador de Minas Gerais, Romeu Zema, destacou o investimento realizado pela companhia. “Parabéns a todos os envolvidos na reforma do Alto-forno 3, um projeto que se destaca como um dos maiores investimentos realizados em Minas Gerais durante esses cinco anos de governo. Um projeto grandioso, maior, talvez, do que 98% dos demais investimentos recebidos pelo estado”.

Equipamento

Marcelo Chara, Paolo Rocca, Governador Romeu Zema próximos ao ato forno 3.

O Alto-forno 3 recebeu R$2,7 bilhões em investimentos, o que possibilitou que toda a estrutura do equipamento fosse substituída e atualizada, permitindo uma melhor distribuição a carga metálica e dos combustíveis. Há também ganhos do ponto de vista ambiental. Após a reforma, o Alto-forno conta com um controle mais moderno e preciso, além de gerar menores emissões de CO2 e de material particulado. Hoje, o equipamento é o mais moderno em operação no ocidente. A operação foi retomada em novembro de 2023 e o equipamento, com capacidade para produzir 3 milhões de toneladas anuais de ferro gusa, atingiu a produção em nível comercial ainda em 2023.

Durante a reforma, foram gerados cerca de nove mil empregos temporários, sendo 60% das vagas ocupadas por pessoas da região do Vale do Aço. Cerca de R$ 400 milhões foram investidos em compra de equipamentos e materiais para a obra de fornecedores locais e, apenas de ISSQN, houve uma arrecadação de R$ 17 milhões.

LEIA TAMBÉM

AG – PILOTO – HOME E SIDEBAR – 300×250

LEIA TAMBÉM