HOME HEADER USIMINAS ALTO FORNO 3

Ipatinga registra grande volume de chuva em pouco minutos

Mais de 40 milímetros de chuva, num período e apenas 20 minutos, atingiu em cheio o final da noite da última sexta-feira, 24, em Ipatinga. A tempestade, que começou por volta de 21h30, ainda continuou, com menor intensidade, no restante da noite, parando apenas já na madrugada de sábado, 25, chegando a mais de 85 milímetros. Isso comprometeu a capacidade de vazão de redes pluviais, galerias cobertas e abertas por onde são drenadas no perímetro urbano as águas de enxurradas e dos principais cursos hídricos do município.

O grande volume causou o transbordamento do ribeirão Ipanema em vários pontos, gerando áreas de inundações na região da avenida Maanaim, Parque Ipanema e próximo à Vale Grill, no Canaã.  N Iguaçu, por onde passa uma longa galeria subterrânea que grande parte da população desconhece, também houve registro de alagamento em trecho da avenida Brasil.

Contudo, o nível da água baixou em todos os locais afetados tão logo foi diminuindo a intensidade da tempestade, graças aos trabalhos de prevenção executados ao longo do ano e que ainda prosseguem, tendo em vista a chegada do período histórico de maior incidência de chuvas no município.

Pontos de alagamento também foram registrados em outros locais da cidade. A avenida Londrina (cruzamento com a rua Ilhéus), no Veneza, foi um deles. Outro trecho com acúmulo de água foi registrado na avenida Getúlio Vargas, no Caravelas, e no encontro da avenida Selim José de Sales com rua Pentateuco, no Canaã. A forte enxurrada vinda das partes altas também atingiu ruas da região plana do Bom Jardim.

Limpeza

Equipes da Defesa Civil, das secretarias de Obras Públicas  e de Serviços Urbanos e Meio Ambiente percorreram a cidade e atuaram para atender as necessidades que surgiram.

“Infelizmente, o lixo doméstico, colocado fora do horário, obstruiu muitas bocas de lobo, como na avenida Getúlio Vargas. Um problema recorrente”, lamentou o diretor do Departamento de Serviços Urbanos e Meio Ambiente (Desurb), Marciano Barbosa.

Conforme dados da Prefeitura, somente no período de março a novembro deste ano foram limpas, em diversas regiões da cidade, 5,7 mil bocas de lobo e 1,3 mil caixas de passagem. A limpeza de galerias resultou em centenas de toneladas de material removido, como lixo, entulhos, areia e vegetação.

O apoio da população é essencial e por isso a prefeitura orienta que os moradores não descartem lixo de forma irregular, respeitem os dias de coleta e colaborem com a limpeza das redes pluviais, a fim de evitar transtornos.

Emergência

Em situações de risco, as pessoas devem acionar a Defesa Civil no 199 ou o Corpo de Bombeiros, pelo 193.

LEIA TAMBÉM

AG – PILOTO – HOME E SIDEBAR – 300×250

LEIA TAMBÉM