HOME HEADER USIMINAS ALTO FORNO 3

Ipatinga prepara processo de escolha de nova concessionária de água e esgoto

Se tudo caminhar conforme o planejado, Ipatinga poderá ter em 2024 uma nova empresa responsável pelos serviços de água e esgoto na cidade ou até mesmo, manter a Copasa, mas sob novas regras e condições, bem diferentes das atuais. Depois do fim do contrato em 2022, a Prefeitura prepara um processo de licitação, que dentro das regras do Marco Legal do Saneamento, obriga que o serviço seja ofertado no mercado e disputado entre empresas interessadas.

Esta semana, mais um passo neste sentido foi dado, com a aprovação, em assembleia da Agência Metropolitana, da saída da cidade do Sistema Integrado de Abastecimento de Água do Vale do Aço. Os representantes dos municípios que fazem parte da assembleia aprovaram por unanimidade a proposta. Agora, o próximo passo será enviar à Câmara um projeto solicitando a autorização legislativa através da revisão do Plano Municipal de Saneamento Básico.

O contrato original entre Ipatinga e Copasa foi firmado em 1974, na administração do então prefeito Jamil Selim de Sales (1973-1977). Com este novo contrato, a administração deseja a melhoria na qualidade da prestação de serviços e, claro, a redução nas atuais tarifas cobradas pela estatal mineira.

“Temos um contrato totalmente fora da realidade atual da cidade. Para que se tenha uma ideia, não constam metas, não constam prazos essenciais para atendimento a demandas da população. A atual concessionária apresenta uma taxa de desperdício de água de 50%, em média, e essa situação perdulária acaba refletindo em custos para o consumidor final. Estamos caminhando para que após a licitação tenhamos um novo contrato vigente com planos de investimentos, metas e prazos para conclusão”, pontuou o prefeito Gustavo Nunes.

LEIA TAMBÉM

AG – PILOTO – HOME E SIDEBAR – 300×250

LEIA TAMBÉM