Câmara de Ipatinga define membros de CPIs

A Câmara Municipal de Ipatinga definiu os membros de duas CPIs (Comissões Parlamentares de Inquérito) instaladas pela Casa. As comissões irão investigar possíveis irregularidades em contratos de aluguel e saneamento celebrados pela Prefeitura Municipal.

A primeira CPI, irá investigar contrato de aluguel entre a Prefeitura e a Ideal SM Empreendimentos Imobiliários. O valor do contrato é de R$ 3,6 milhões e o Ministério Público do Estado de Minas Gerais (MPMG) questiona a legalidade da contratação.

Os membros efetivos da CPI são os vereadores Nivaldo Antônio da Silva (presidente), João Francisco Bastos (vice-presidente) e Antônio Alves de Oliveira (relator). Os suplentes são Avelino Ribeiro da Cruz, Daniel Guedes Soares e Antônio José Ferreira Neto.

A segunda comissão irá investigar o contrato entre a Prefeitura e a Copasa. Os membros efetivos desta CPI são os vereadores Wellington Gomes Ramos (presidente), Hermínio Bernardo da Silva (vice-presidente) e José dos Santos Reis (relator). Os suplentes são Ademir Cláudio Dias, Maria Aparecida de Lima e Adiel Fernandes de Oliveira.

As portarias marcam para a próxima segunda-feira, 20, o início dos trabalhos de investigação. As CPIs terão prazo de 120 dias para a conclusão dos trabalhos, com possibilidade de prorrogação por mais 60 dias, se necessário. Com isso, a previsão é que os trabalhos estejam concluídos entre os meses de abril e maio de 2024.

LEIA TAMBÉM

AG – PILOTO – HOME E SIDEBAR – 300×250

LEIA TAMBÉM