HOME HEADER USIMINAS ALTO FORNO 3

Rotas de cicloturismo podem buscar recursos federais para melhorar e incrementar ações

Começou hoje, 17 de outubro, o prazo de 20 dias para os interessados em obter recursos para o incremento e aperfeiçoamento de ações em rotas de cicloturismo. De acordo com informação da Aliança Bike e da Rede Trilhas, o montante total pode chegar a R$ 2 milhões, com o orçamento do programa, bancado pelo Ministério do Meio Ambiente, podendo ser ampliado para atender um maior número de propostas que forem enviadas.

Segundo o secretário Nacional de Meio Ambiente Urbano e Qualidade Ambiental, Adalberto Maluf, o objetivo é estimular oportunidades para a geração de empregos e novos negócios com o uso sustentável das riquezas ambientais. “Acreditamos que cicloturismo é uma importante ferramenta para ampliar as infraestruturas verdes, aproximar a população dos corredores ecológicos e das áreas verdes, e assim, conscientizar a população da importância da preservação do meio ambiente e da prática de esportes ao ar livre”, comentou.

De acordo com Maluf, as propostas poderão ser apresentadas por estados, municípios e consórcios públicos intermunicipais com atuação em atividades de interesse ambiental ou na promoção do turismo. Cada instituição poderá apresentar apenas uma proposta, no valor mínimo de R$ 200 mil, e ela não poderá contemplar despesas com combustível, obras, serviços de engenharia e serviços de manutenção predial.

As propostas devem indicar ao menos duas metas:

Meta 1 – Aperfeiçoamento da rota de cicloturismo. Essa meta pode compreender a aquisição de equipamentos e/ou materiais para auxiliar no processo de aperfeiçoamento de rotas de cicloturismo, contratação de serviços para assistência técnica, entre outras ações que façam parte da meta.

Meta 2 – Elaboração ou aperfeiçoamento de plano de comunicação da rota de cicloturismo. Essa meta deve objetivar a elaboração ou o aperfeiçoamento do plano de comunicação com estratégias para divulgação da rota de cicloturismo aperfeiçoada, prevendo detalhamento de informações aos usuários a ser disponibilizado em website da internet, incluindo mapa ou tracklog (GPS) do percurso e indicação dos atrativos turísticos e pontos de apoio ao longo da Rota. Essa meta deve prever ações de sensibilização sobre a utilização e valorização da rota aperfeiçoada junto à sociedade, além de oficinas de aperfeiçoamento profissional para prestadores de serviços que atendem ou atenderão a rota cicloturística.

Confira todos os detalhes do Edital no site do Governo Federal, neste link…..

Quem quiser conhecer o Edital em detalhes e tirar dúvidas, nesta quinta-feira será realizado um Seminário Online em conjunto com o Ministério do Meio Ambiente.

Para participar, é preciso se inscrever clicando aqui:

 

LEIA TAMBÉM

AG – PILOTO – HOME E SIDEBAR – 300×250

LEIA TAMBÉM