HOME HEADER USIMINAS ALTO FORNO 3

Cafés premiados em concurso já podem ser comercializados

Agricultores de todas as quatro regiões produtoras de café do estado – Matas de Minas, Cerrado Mineiro, Sul de Minas e Chapada de Minas –, premiados no 19º Concurso Estadual de Qualidade dos Cafés de Minas Gerais de 2022, começam a ter seus produtos vendidos com destaque em outras regiões e até mesmo no exterior. A competição, promovida pela Emater-MG, reuniu mais de 1,4 mil amostras concorrentes de café arábica, de 153 municípios. O vencedor estadual foi o produtor Ercilei José de Oliveira, de Manhuaçu, que na classificação fica na região das Matas de Minas.

No concurso, as amostras passaram por análises físicas e sensoriais feitas por uma comissão julgadora formada por classificadores e degustadores de café. Na primeira etapa de análise, são classificados os cafés que obtêm o mínimo de 85 pontos, de uma escala que vai até cem, de acordo com as normas da Associação de Cafés Especiais (SCA), entidade internacional de referência no setor.

“Acho que poucos produtos significam tanto para Minas quanto o café, pela quantidade de empregos que gera e pelas exportações. Quando alguém fala de Minas Gerais, parece que automaticamente já vem em mente o café, assim como o queijo. Nós queremos que os produtores tenham uma renda melhor. O Governo de Minas está dando total apoio para que possamos tornar Minas Gerais o estado referência em cafés de qualidade”, enfatizou o governador Romeu Zema.

Os “Cafés Campeões” trazem em suas embalagens foto e história do agricultor, a nota obtida na competição, características do produto, além do selo do concurso da Emater-MG, empresa vinculada à Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa). Os rótulos especiais são uma forma de valorizar o cafeicultor e aproximar o consumidor daqueles que estão produzindo no campo.

Café em Minas

Minas Gerais é o maior produtor de café do país. Em 2022, foram produzidas no estado cerca 27,5 milhões de sacas de 60,5 quilos. Para 2023, está prevista a produção de 28,3 milhões de sacas.

Segundo o Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, o café foi o produto mais comercializado nas exportações do agronegócio mineiro no último ano, atingindo a marca de US$ 6,9 bilhões, um recorde. O café mineiro foi vendido para 88 países. Alemanha (21%), Estados Unidos (20%), Bélgica (10%), Itália (10%) e Japão (5%) foram os principais destinos.

LEIA TAMBÉM

AG – PILOTO – HOME E SIDEBAR – 300×250

LEIA TAMBÉM