HEADER HOME – TERNIUM STJ

Eleição de Nardyello não foi surpresa

O candidato eleito ficará dois anos à frente da prefeitura de Ipatinga

A vitória nas urnas neste domingo (3) do candidato da coligação Unidos por Ipatinga, Nardyello Rocha, do MDB, comprovou os resultados das pesquisas divulgadas pela mídia e redes sociais nos últimos dias da campanha da eleição extemporânea de Ipatinga. A eleição do prefeito interino com larga margem de vantagem, 36,33%, sobre o segundo colocado, Daniel Cristiano, do PCB, que obteve 19.316 votos (20,22%), não foi exatamente uma surpresa.

Desde o início da apuração Nardyello Rocha liderou a contagem de votos sempre com boa vantagem sobre os demais adversários. O que se deve destacar é que nas três primeiras seções eleitorais o candidato do PDT Sávio Tarso saiu na frente com 23% dos votos válidos de Daniel Cristiano (19%) e Wanderson Gandra (11%). A candidata petista Lene Teixeira sempre ficou em último lugar em todas as seções apuradas, nunca ultrapassando os 9%. Daniel e Gandra disputaram todos os votos sempre emparelhados.

Com 95,12% da apuração, o candidato do PCB tinha 18.419 votos (20,22%) e o candidato do PSC tinha 18.221 votos (20%). Sávio tinha 13.273 votos (14,73%) e Lene Teixeira apenas 8.150 votos (8,95%). Na contagem final Nardyello Rocha foi eleito com 34.697 votos (36,33%); Daniel Cristiano obteve 19.316 votos (20,22%); Gandra 19.298 votos (20,21%); Sávio 13.714 votos (14,36%) e Lene 8.485 votos (8,88%).

Mas o que mais chamou atenção na eleição extemporânea de Ipatinga foi o altíssimo número de votos nulos, 21.328 (17,33%) e brancos, 6.232 (5,06%). As abstenções somaram o impressionante número de 57.152 votos (31,71%), dos 180.222 eleitores de Ipatinga.

LEIA TAMBÉM

AG – PILOTO – HOME E SIDEBAR – 300×250

LEIA TAMBÉM